17/06/2015

4 respostas que você queria da para 4 perguntas



Olá, meus amores, tudo bem ?
Aqui estou eu com mais um dos projetos do Blogueiras S/A, que  trata-se de nós respondermos perguntas que já surgiram na nossa vida e que acabaram sem a nossa resposta, tipo, a pergunta é tão idiota que você fica "what?", é mais ou menos assim kkk


O conceito: Não é uma simples tag/projeto isso consiste em refletir e desabafar sobre coisas que já ouvimos ,nos marcaram de alguma forma e por algum motivo (respeito,falta de reação,evitar conflitos) não respondemos de forma devida (ou indevida depende muito né?!).É uma coisa legal que além de relembrarmos situações inusitadas,podemos refletir sobre nossa atitude e postura anterior,pois possuímos perspectivas diferentes das coisas com o passar dos anos.E quem sabe ajudar algum leitor que no momento viveu algo parecido?!
As questões não precisam ser apenas ligadas a moda,mas pode ser alguma situação que você se sentiu acoado e desrespeitado.E não há a necessidade de se expor de forma gritante, o intuito é fazer a coisa toda com um humor ácido e refletir sobre o poder que muitas vezes as pessoas ( e até nós mesmos) exercem por algum motivo especifico.
O foco é o nosso cotidiano,algo que vivemos de forma tão frenética que muitas vezes não há tempo para reações e muito menos raciocínio!

1. Cabelo curto 
Logo que eu cortei o cabelo bem baixinho, eu recebi várias críticas, que na maioria delas eram muito boas, mas é claro que sempre tem um babacão pra falar babaquisse. Entre essas pessoas que não gostaram do meu cabelo as suas frases eram sempre as mesmas "Esse cabelo não é feminino", "Os garotos não gostam de cabelo curto" ou "Cabelo assim é pra homem".
A minha resposta para essas pessoas é que, em primeiro lugar, meu conceito de feminilidade que define sou eu e eu e acho linda com esse corte. Segundo, eu to cagando se ou garotas ( ou garotas ) não gostam, a pessoa que eu queria agradar adorou que sou eu mesma, e outra, eu tenho namorado, mais um motivo pra eu não ta nem aí pro que os outras garotos pensam. E por último, se você acha que eu pareço um homem, você deveria reavaliar seu conceito de homem e mulher, porque você ta meio perdido (a).

2. Baiana branca
Acho que algumas de você sabem que eu sou baiana, nascida e criada até os 7 anos, e é claro que como criada lá, eu tenho um pouco do sotaque. Acontece que, quando certas pessoas percebem meu sotaque diferente, perguntam de onde eu sou e eu digo que sou da Bahia, e os "gênios" dizem a seguinte frase: "Baiana ? Você ? Mas você é branca ! "
Gente, eu que universo, para ser baiana precisa ser negro, ou moreno, etc. O que eu percebo que as pessoas tem uma visão estereotipada da Bahia, que lá só tem negros, axé, capoeira, berimbau e acarajé. realmente tem tudo isso, mas esse esteriótipo de encontra principalmente em Salvador, a Bahia é um estado bem diversificado queridos, acordem. 

3. Ser diferente
Isso é algo que acontece não só recentemente, como já aconteceu muito a um tempo atrás. Eu sou bem diferente da maioria das pessoas do meu bairro, dos lugares em que convivo e etc, é claro que tem pessoas parecidas comigo, mas em comparação a maioria eu sou meio diferentona, seja nas roupas, acessórios, música (principalmente) ou na minha louca obsessão pelos anos 80/90, o que faz as pessoas me questionarem (com sua linda cara de desdem) "Você não se incomoda de ser diferente ?".
NÃO, JAMAIS! Eu adoro ser diferente gente, quando as pessoas dizem que eu sou diferente eu me sinto autentica e isso mostra que eu tenho personalidade. Eu acho super chato aquelas pessoas que não tem identidade, que são a sombra de outras,fazendo o que as outras fazem, vestindo o que as outras veste, para assim, agradar os outras. 

4.Cagar regras 
Me desculpem a palavra acima, mas é um fato. Isso não se trata de um situação específica, mas de todas as vezes que alguém me disse: "Você vai usar isso ?". 
Esculte aqui intrometido, a vida a minha, a roupa é minha e eu uso o que eu quiser! Tem coisa mais chato do que gente que fica querendo cagar regras nos outros, não sabem cuidar da própria vida e ficam importunando a nossa, se não gostou, guarda pra você, fica a dica !

Bom gente, é isso ! o post de hoje foi bem longo mais eu adorei fazer, espero que também tenham gostado. Comentem se já passaram por situações parecidas. Beijo <3

Outras participantes

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Já passei por situações parecidas também. É um saco né!?
    Mania chata que as pessoas tem de querer se intrometer na vida alheia e querer que todo mundo seja cópia dela mesma. Ninguém merece!
    Adorei o post e as respostas! ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mone ! Realmente é saco as pessoas se intrometerem nas nossas vidas e querer ditar como ela quer que nós sejamos.

      Excluir
  2. Belas respostas Rafaella!
    Essa do cabelo curto é clássica, e quando vc pediu para entrar no grupo eu olhei seu blog e tal e sinceramente o cabelo curto lhe cai muito melhor do que o longo.Harmoniza seu rosto de uma forma bem bacana!

    Sobre ser baiana,sei bem como é a minha família toda é da Bahia só eu que nasci aqui mas não me considero Paulista não.Minha família é espalhada em Salvador e o interior e cara,quando eu digo que tenho primas de primeiro grau loiras,as pessoas acham que eu estou mentindo,falando que é mentira minha e que é geneticamente impossível (haha).Fora os esteriótipos que já ouvi...o povo acha que todo baiano tem sotaque e não é bem assim...o povo deveria voltar pras aulas de História e ver que a BA não foi colonizada apenas por Africanos.

    As pessoas são assim mesmo,apontam o dedo quando as pessoas saem do usual e depois vem falar de respeito e igualdade.

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o comentário Madchen ! As pessoas tem uma ideia tão esteriotipada das coisas que não aceitam ouvir a opinião alheia, mesmo que essa opinião seja a verdade ;/

      Excluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©